Quando o avô Alcide Bocelli (pronunciado “al-CHEE-day”) estava dirigindo a fazenda de família na década de 1930, ele fazia o vinho, cultivava o trigo e marcava o gado com suas iniciais, “AB”. Quando seu filho nasceu, o Pai prático e bem-humorado decidiu dar ao seu filho o nome Alessandro Bocelli, em parte para não ter que trocar a marca “AB” em todo o seu gado!

Quando seus filhos nasceram, Alessandro decidiu dar aos seus filhos os nomes Andrea e Alberto, mantendo viva a tradição “AB”. Os dois rapazes cresceram na fazenda e aprenderam a criar animais, cultivar grãos, andar a cavalo e, o mais importante, a fazer vinho. Apesar de ter sua visão prejudicada desde o nascimento e, finalmente, perdê-la ainda jovem, Andrea integrou-se na propriedade de família com uma paixão completa. Alberto, o irmão mais novo e melhor amigo, era seu companheiro constante e, juntos, os dois jovens trabalharam duro, brincaram muito e aprenderam os caminhos de sua fazenda. Eles ajudaram a encher a mesa da família com produtos frescos da fazenda, vinho tinto toscano clássico e, sim, música. Toda a família gosta de cantar, rir e compartilhar refeições; estar na mesa da família Bocelli é celebrar a vida!